Banner DeCanter

Avarizza Canarí Valle de Uco Rosé 2014

De acordo com o livro “Wine Grapes” de Jancis Robinson, Canarí Noir existe por um fio no Ariège e Haute-Garone – Pireneus franceses, estando quase extinta nessas áreas. Acredita-se que a existência da variedade Canarí foi uma vez generalizada, já que variedades espanholas e italianas, como Batista e Luverdon, mostraram ter o mesmo perfil genético. Um recenseamento em 1991 afirmou que a Argentina era o lar de 120 hectares de Canarí, um dado que supostamente diminuiu dramaticamente até hoje, tornando a Avarizza a única adega conhecida na Argentina a explorar essa uva. Historicamente cultivada  no departamento de Ariège, no sopé dos Pirineus franceses, em 2001 constatou-se através do estudo de DNA, que as plantações de uma variedade denominada Gamay Luverdon que cresce na região vinícola italiana do Piemonte era de fato Canarí Noir. Do outro lado dos Pirineus, na Espanha, a variedade de uva conhecida como Batista também foi dada como idêntica à Canarí Noir. Como Pinot Noir e Grenache, Canarí Noir possui mutações de cores conhecidas como Canarí Blanc e Canarí Gris. No entanto, ao contrário das variedades Pinot e Grenache, as outras uvas Canarí raramente são vistas e atualmente não são usadas em vinhos comerciais. A Canarí Noir é uma variedade de amadurecimento médio-tardio que pode ser muito vigorosa e de alto rendimento. Seu principal perigo vitivinícola é suscetibilidade à podridão – botrytis cinerea. Fonte: https://anuvawines.com/tasting-argentina/the-best-wines-of-argentina-avarizza-sparkling-rose-extra-brut/

 

 

Degustação –

Avarizza Valle de Uco Canarí Rosé 2014 – Região: Chilecito/San Carlos/Valle de Uco – Importador: Rede Oba – Álcool: 14% – Preço: R$ 44,99 – vermelho cereja intenso, brilhante. Aberto e intenso nos aromas com notas de geleia de frutas vermelhas, groselha sobre um fundo que recorda cerejas ao maraschino, tudo isso com boa sustentação na taça. Na boca, sua entrada revelou um rosé rico, concentrado, de boa acidez, solidamente estruturado, apenas com uma pontinha de álcool e de ótimo equilíbrio entre doçura e acidez conferindo-lhe perfil fresco e bem delineado. Tem aptidão para a mesa. Termina persistente. Avaliação: 89/100 pts.

Ciclos Cabernet Sauvignon 2010
Viña San Esteban Cabernet Sauvignon Reserva 2014

Category: Vinho degustado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *