Banner DeCanter

Confraria dedicada ao vinho Don Melchor da Concha y Toro, prova a safra 2008 com exclusividade

Na noite desta segunda-feira, 19 de março, a Confraria Don Melchor de São Paulo degustou, em primeiríssima mão, a safra 2008 do ícone da vinícola chilena Concha y Toro. Representantes da vinícola se reuniram com os confrades na Ville du Vin Alphaville para apresentar a novidade e ouvir as impressões dos enófilos sobre o vinho, que só deve ser lançado oficialmente no mercado a partir de abril. A degustação exclusiva é um dos privilégios que a empresa chilena oferece à confraria para incentivar o estudo e consumo do Don Melchor entre formadores de opinião.

A executiva de vinhos finos e enóloga Maria Alejandra Vallejo veio do Chile representar o enólogo responsável pelo Don Melchor, Enrique Tirado, que atualmente faz um curso na França. Ela compartilhou informações sobre o terroir, curiosidades e estatísticas sobre o vinhedo e o processo de produção do Don Melchor. “A safra 2008 tem 97% de Cabernet Sauvignon e 3% de Cabernet Franc. Tivemos uma oscilação térmica no Chile naquele ano que conferiu mineralidade e frescor ao vinho”, explicou.

Além dela, participou do encontro do Diretor Comercial da Concha y Toro no Brasil, Francisco Torres, que aproveitou a oportunidade para conhecer as impressões dos confrades sobre diferentes safras do rótulo. “Viremos sempre aqui ouvir vocês, queremos saber como podemos melhorar nosso vinho”, disse Torres.

Quinze dos 16 membros da confraria estavam presentes na degustação, que começou a noite provando o chardonnay Amelia 2008, harmonizado com um Mix de Frutos do Mar ao Molho de Limão Siciliano do bistrô Ville du Vin. Na sequência, foram comparadas as três safras mais recentes do Don Melchor, 2006, 2007 e a inédita 2008, servidas com Ravióli de Funghi e Medalhão de Cordeiro sobre Massa Folhada.

Os confrades elogiaram bastante o Don Melchor 2008. O presidente da confraria, Sidnei Brandão, avaliou o vinho como “muito elegante e sedoso em boca”. Na comparação com os outros anos avaliados, o destaque para o empresário Sérgio Polesso foi a evolução da safra de 2006. “O vinho evoluiu muito desde que o degustamos pela última vez. É impressionante. Vejo um potencial de guarda maior pra ele do que para o 2007, por exemplo”, comentou.

Além de analisar e comparar as safras, o grupo começou a planejar uma visita ao vinhedo onde é produzido o Don Melchor. A convite da Concha y Toro, os confrades poderão acompanhar e elaboração da composição da próxima safra do Don Melchor, entre setembro e outubro deste ano.

Histórico

A Confraria Don Melchor em São Paulo foi fundada em agosto de 2011, quando o enólogo Enrique Tirado esteve no Brasil para lançar a safra 2007. A vinícola comprometeu-se a fornecer informações privilegiadas sobre a colheita e cortes do vinho. O grupo é composto por 16 formadores de opinião, entre empresários, enófilos atuantes na Associação Brasileira de Sommeliers (ABS) e professores de enogastronomia, sendo cinco mulheres.

A primeira reunião foi marcada pela presença de Tirado, que presenteou os “afilhados” com uma garrafa da primeira safra do Don Melchor, de 1991 – uma raridade. Nos encontros mensais que se seguiram, foram feitas degustações de safras emblemáticas na história do vinho, degustações às cegas e verticais variadas.

O fundador da confraria em São Paulo, Sidnei Brandão, tornou-se um apreciador do rótulo quando provou a safra de 1995. “Quando comecei a aprender mais sobre vinho, conheci a safra de 1995 e comprei todas as garrafas magnun (de 1,5L) disponíveis na época. Pensei em presentear alguns amigos e fiquei com duas. Acabei me tornando um embaixador informal do Don Melchor, muito antes de imaginar que trabalharia com vinhos ou que poderia estar à frente da confraria”, relata Brandão, que tem uma coleção que inclui uma garrafa de 1999 assinada por Enrique Tirado.

O enófilo Luís da Costa Cruz, da consultoria SerVino, é vice-presidente da Confraria Don Melchor, membro da ABS e integra outras quatro confrarias. “Tenho 23 anos de vinho. Viajei o mundo inteiro atrás deles. O Don Melchor foi um dos primeiros que visitei, com o Enrique junto. Tenho em casa uma verdadeira vertical de Don Melchor, das safras de 1995 a 2006. É apaixonante”, declara.

Serviço:
Bistrô Ville du Vin Alphaville

Alameda Tocantins, 75 – Alphaville (Barueri), SP – CEP: 06455-020
Telefone: (11) 4208 6061
Horário de Funcionamento da loja: Segunda a sábado das 10h às 22h.

Bistrô: Segunda a sexta das 12h às 15h e das 19h às 22h. Aos sábados, das 12h às 16h e das 19h às 23h.
www.villeduvin.com.br
www.facebook.com/lojasvilleduvin

 

Mais informações:

IDEARIA – comunicação & criação de conteúdo

Catena San Felicien Clorindo Testa Malbec 2008

Category: Divulgação

One comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *