Banner DeCanter

Emilio Moro DOC Ribera del Duero 2010

Emilio Moro escolheu Pesquera de Duero, no coração da cultuada região de Ribera del Duero, para inaugurar seu projeto vitivinícola. Seu filho, também chamado Emilio Moro, era extremamente observador e tinha a mania de selecionar as melhores cepas Tinto Fino de seus vinhedos para, depois, enxertá-las em novas videiras. Assim fazia, por instinto, sua seleção clonal.

Durante muitas décadas a produção familiar foi vendida a terceiros, até que em 1987, o enólogo José Moro, terceira geração da família, decidiu comercializar os próprios vinhos, todos à base de Tinto Fino – mas uma Tinto Fino diferente, lapidada segundo o rigor de seu pai. Essa cepa ocupa cerca de 200 hectares de vinhedos com idade entre 25 e 90 anos, localizados em altitudes de 750 a 1.000 metros. As vinhas velhas e o terroir privilegiado – com inverno muito frio e longo, primavera fresca e chuvosa e verão escaldante e com grande amplitude térmica –, são prerrogativas para a elaboração de vinhos de alta gama.

Outra inovação de José Moro foi incorporar barricas francesas à maturação dos vinhos, em 1998. Dois anos depois, inaugurou uma moderna bodega com salas climatizadas e capacidade para quatro mil barricas. Com foco absoluto em qualidade e grande respeito pelo meio ambiente, José Moro decidiu abolir os termos Crianza, Reserva e Gran Reserva tão comuns nos rótulos espanhóis, preferindo ter liberdade para talhar vinhos de personalidade única. Seu portfólio é composto de tintos robustos, estruturados, de identidade própria – excelentes exemplares de Tinto Fino de Ribera del Duero. Fonte: Épice

Degustação –

Emilio Moro DOC Ribera del Duero 2010 – Álcool: 14,5% – Região: Pesquera de Duero/Ribera del Duero – Importador: Épice – informa o importador que: “O Emilio Moro tinto é resultado da seleção de uvas Tinto Fino de diferentes tipos de solo, o que lhe confere grande riqueza e harmonia. Exibe aromas intensos de fruta entrelaçados com toques balsâmicos. O estágio de doze meses em carvalho americano e francês contribuiu com delicadas notas de baunilha. O Emilio Moro é um vinho expressivo, com taninos firmes e muita personalidade”. Análise organoléptica: vermelho-rubi brilhante com halo granada em formação. Especiarias e notas balsâmicas revezam-se entre si nos aromas. Taninos macios, aveludados se destacam no paladar volumoso e equilibrado. Frutas negras maduras envoltas em notas tostadas completam a paleta de sabores deste legítimo Ribera del Duero, que termina longo acenando com longa sobrevida na garrafa. Avaliação: 90/100 pts.+

The Coco Chocolate Merlot Stellenbosch 2013
Tarapacá MileniuM 2005

Category: Vinho degustado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *