Banner DeCanter

Escândalo no vinho francês: vinho de € 696 (caixa) adulterado com adição de açúcar


Château Giscours –

Um duro golpe no vinho de Bordeaux, um dos pilares da gastronomia da França: as autoridades francesas apreenderam, em combate à fraude, 53.000 garrafas do Château Giscours, classificado como 3eme Grand Cru Classé en 1855, classificação bordalesa de prestígio mais famosa relacionada aos vinhos tintos da península do Médoc (em cinco níveis – de premier cru a cinquième cru, de primeiro a quinto vinhedo) e vinhos doces de Sauternes, tendo sido elaborada por ordem do imperador Napoleão III para os vinhos que participaram da Exposição Universal de Paris, em 1855. Uma caixa de doze garrafas do Château Giscours chega a custar € 696.

São 379 hectolitros da vindima de 2016 em que a adulteração foi detectada através da incorporação artificial de açúcar para aumentar o álcool, técnica chamada de chaptalização em homenagem ao seu criador, o químico francês Jean-Antoine Chaptal. A prática não é considerada ilegal sob certas condições climáticas em que a uva colhida é deficiente em glicose, mas esse procedimento tem estrito controle governamental, e, no caso, a vinícola ainda não contava com a respectiva autorização.

O Château Giscours Grand Cru Classé – Appellation Margaux Contrôlée – troisième cru classé en 1855, argumentou que recebeu uma confirmação informal de fontes sindicais de que a chaptalização seria autorizada para a Merlot da colheita de 2016, então fizeram isso sem esperar a confirmação oficial. No entanto, a prefeitura finalmente aprovou apenas para Cabernet Sauvignon, que é a principal variedade que íntegra os vinhos da AOC Margaux.

A vinícola afirma que não tinha intenção de enganar o consumidor, mas o escândalo já lhe custou € 2,3 milhões. E, além disso, existe uma segunda grande controvérsia a atingir a prestigiada indústria vinícola francesa: atualmente, está sendo investigado se até 1,3 milhão de garrafas do vinho Côtes du Rhône foram fraudulentamente rotuladas como um vinho superior, o Châteauneuf du Pape.

Fonte: trechos da matéria publicada no El Español https://www.elespanol.com/ciencia/salud/20180402/vino-frances-euros-adulterado-azucar-escandalo-viticultura/296720620_0.html

Leia mais em:  https://www.winemag.com/2018/03/30/bordeaux-chateau-giscours/

e

Giscours not at fault in chaptalisation confusion

Os 10 vinhos mais caros de Rioja em 2018
Os vinhos mais caros do Chile

Category: Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *