Banner DeCanter

Jiménez-Landi Bajondillo D.O.P. Méntrida 2014

Sobre a D. O. Méntrida

Localizada no Norte da Província de Toledo – Espanha, faz fronteira coma Província de Ávila e Madrid ao Norte, com o Rio Tajo (Tejo) ao Sul com a Serra de San Vicente a Oeste. Abrange 51 municípios da Província de Toledo. O clima é continental, bastante seco, com invernos frios e longos e verões quentes. Geadas tardias na primavera são bastante comuns. A precipitação média é entre 300 mm e 500 mm e as chuvas são distribuídas irregularmente ao longo do ano. Os vinhedos estão numa altitude entre 400 a 600 metros, apesar de em alguns municípios da Serra de São Vicente alcançar uma altitude de 800 m. O solo é principalmente de areia argilosa, de média textura. As variedades brancas mais cultivas são Albillo, Macabeo, Sauvignon Blanc, Chardonnay e Verdejo. A Garnacha predomina nas tintas com 85% do total, seguida da Cencibel (Tempranillo), Cabernet Sauvignon, Merlot, Syrah e Petit Verdot. Destaca-se na produção de Rosés e Tintos, sendo que estes têm cor de cereja escuro, no nariz, são nítidos os toques de fruta madura típico de períodos longos de maturação; no paladar são carnudos, quentes e muito macios.

 

Degustação –

Jiménez-Landi Bajondillo 2014 DO Méntrida – Álcool: 14% – Variedades: Garnacha (75%) e Syrah (25%) – Importador: Wine – preço: R$ 45,90 (2015) – Região: Toledo – amadurecido seis meses em barrica de carvalho francês – Análise organoléptica: vermelho-rubi na transição para granada com borda acastanhada a denotar evolução. Nos aromas o ataque inicial evoca fruta em compota, especiarias, madeira fina com boa sustentação. Na boca sua entrada revelou um tinto macio, com uma ponta de álcool e de fruta bem madura, quase doce, a indicar um vinho de clima quente. O estilo é moderno, leve, fluído, de taninos adocicados, acidez surpreendentemente boa, enfim tudo em harmonia neste tinto fresco, facílimo de beber, que demonstra o potencial dessa região vinícola relativamente nova da Espanha. Uma dica: este tinto poderá ser bebido “aos borbotões”, pelo que, sugiro que seja servido resfriado. Avaliação: 88/100 pts.

Esporão Garrafeira 2001 driblou o tempo
Santa Rita Secret Reserve Pinot Noir 2016

Category: Vinho degustado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *