Banner DeCanter

José de Sousa 2016: o tinto para o melhor pai do mundo

Para presentear os heróis sem capa, a José Maria da Fonseca sugere o José de Sousa Tinto 2016, um vinho alentejano produzido com técnicas ancestrais. Um vinho tinto que promete conquistar o paladar do seu pai –

 

Este vinho é produzido com base nas técnicas mais tradicionais e antigas que existem na produção de vinhos, tais como a utilização da talha na fermentação das uvas e a uva pisada a pé. Este tinto aromático consiste numa mistura de três castas: a Grand Noir, a Trincadeira e a Aragonês. Com uma cor viva e acentuada, este vinho frutado, que mistura vários tipos de aromas, trata suavemente do seu paladar, aclamando uma critica de excelência.

A variedade de aromas que estão presentes neste vinho, tornam-no único e singular. As notas de tâmaras, chocolate e baunilha, aliadas ao estágio de 9 semanas em casco francês e americano, fazem do José de Sousa Tinto 2016 uma escolha mais do que óbvia para mimar o seu pai.

Este vinho ficou no 11.º lugar do Top 100 da Wine Enthusiast, com 93 pontos, tendo sido considerado um dos vinhos mais impressionantes de 2018 e o vinho português com melhor posição no ranking, para a publicação de prestígio norte-americana.

Sobre Adega José de Sousa: A Adega José de Sousa existe desde 1878 e foi adquirida pela José Maria da Fonseca em 1986, de forma a ser concretizado o antigo sonho de produzir vinho no Alentejo, numa propriedade carregada de prestígio e história. Situada em Reguengos de Monsaraz, é aqui que se mantém viva uma tradição iniciada pelos Romanos há mais de 2000 anos. A Adega José de Sousa possui 114 ânforas de barro, onde é realizado um método de fermentação ancestral e raríssimo. Para além da adega tradicional, abaixo do nível do solo, com as ânforas e dois lagares para a pisa, possui também uma adega moderna, com 44 cubas de inox e toda a tecnologia indispensável para a vinificação de tintos e brancos. Na Adega José de Sousa ainda são utilizadas algumas técnicas ancestrais de vinificação, sendo a mais emblemática a utilização da talha na fermentação das uvas. O essencial da vinificação em talha pouco mudou em mais de dois mil anos. Neste processo, as uvas previamente esmagadas a pé são desengaçadas numa mesa de ripanço. Depois, o mosto da uva, as películas e alguma parte do engaço são colocados dentro das talhas de barro, onde a fermentação ocorre espontaneamente. O uso das talhas confere especiarias e uma terceira dimensão ao vinho. Posteriormente, no vinho caso do vinho branco é retirado e colocado numa nova talha e o tinto é retirado da ânfora e estagia parte em tonéis de castanho e parte em talhas. É um processo artesanal e natural, tanto quanto o vinho que dele resulta. Do portfólio da Adega José de Sousa fazem parte os vinhos: Montado – branco e tinto; Ripanço; José de Sousa, José de Sousa Reserva, José de Sousa Mayor; J de José de Sousa; Puro Talha – branco e tinto.

A Adega José de Sousa possui ainda uma unidade de Enoturismo, que se encontra aberta de terça-feira a sábado para visitas guiadas, provas de vinhos, vinhos e petiscos e ainda tem a possibilidade de receber grupos para almoço.

Safra 2018 - Vinho Verde Quinta da Companhia
Tertúlia Alentejana - Vinhos de Portalegre

Category: Divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *