Banner DeCanter

Santa Carolina lança seu ícone Luis Pereira 2012

Santa Carolina lança seu ícone Luis Pereira. A seguir algumas informações sobre este que é o vinho topo de linha desta vinícola –

 

 

 FICHA TÉCNICA –

1)      Luis Pereira 2012

2)      D.O. Vale Central

3)      ANTECEDENTES DO VINHEDO:

  • Localização  Geográfica: vinhedos  antigos localizados no  Maipo, San Fernando e San Clemente.
  • Idade do vinhedo: cerca de 30 anos.
  • Variedades – field blend:  Cabernet Sauvignon (90%),  Cabernet Franc (5%),  Malbec (2%) e outras (3%).
  • Sistema de Condução: espaldeira.
  • Recursos Hídricos (Secano/Rego artificial) Rego por estrias –

4)      Data da colheita e rendimento/ HA.: 12 de março.  6 Ton/Ha

5)      Geologia: Maipo é  aluvial, terceiro terraço do rio de mesmo nome. No Maule é de  origem vulcânica e Colchágua Andes é aluvial – Rio Tinguiririca.

6)    Solo: em Maipo e Colchágua os solos são franco-arenosos com delgadas capas de argila. No Maule se encontram solos franco-argilosos.

7)     Clima: o vale central desfruta de um clima mediterrâneo. Os verões são quentes e secos com poucas precipitações. Os invernos são mais frescos com chuvas frequentes.

8)   Enologia: o conceito deste vinho é repetir a forma de vinificação usada nos anos 1950 na Santa Carolina baseando-se nos registros históricos da vinícola. Busca-se respeitar a fruta fazendo colheitas em março, de vinhedos com pouca intervenção e grande balanço natural. A vinificação se faz com pouquíssima manipulação e o amadurecimento se faz em “fudres”.

1)      Dados Analíticos:

  • Álcool: 12.8
  • PH: 3.59
  • Acidez Total : (Exp en g/l  ac Tartárico): 3.65
  • Açúcar Residual: ( Exp g/l): 1.95
Qualimpor é a nova importadora dos vinhos da Quinta do Ameal
Porca de Murça Tinto Douro 2013 obteve 90/100 pts. na Wine Spectator

Category: Divulgação

2 comments

  1. Boa tarde, comecei a degustar vinhos a pouco tempo e tenho uma enorme apreço pelo Cabernet Sauvignon da marca Santa Carolina. Gostaria porém de informações de quais tipos de vinho posso comprar para reservar por um longo período de tempo tanto para aumentar o sabor quanto para aumentar o valor comercial da garrafa. Obrigado

    1. Juares,

      Inicialmente aceite as minhas desculpas por apenas hoje estar te respondendo. Tive um acumulo de compromissos nos últimos dias de modo que somente agora passo a te responder. Você acertou. Os Cabernets chilenos podem ser apontados, sem exagero, como dos mais longevos do mundo, inclusive os do produtor mencionado por você que aprecio muito. Já provei exemplares de quarenta anos em perfeito estado de conservação. Comprar Don Melchor e Seña para simplesmente guardar ou acompanhar sua valorização tem me parecido uma boa opção. Na Argentina vale o mesmo para o Catena Estiba Reservada (aquele que vem num saco de lã) e também para os demais Catenas de alta gama. O problema que esses tintos, por serem de alta qualidade, custam quase o mesmo que bons Bordeaux, Hermitage, Chateauneuf-du-pape, Borgonha, Champagne, Barolo, Barbaresco, Supertoscano, Brunello, Rioja, Ribera del Duero, Priorato, Vinhos do Porto, Douro, Alentejo, etc… enfim, quando tiver dúvida me pergunte através do email [email protected] que aos poucos irei te respondendo, ok? Att. Jeriel

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *