Três dicas de vinhos para três tipos de chocolates

Você, que aprecia um bom vinho, com certeza já procurou aprender um pouco sobre como harmonizar o seu rótulo favorito com algum prato. Mas já reparou que, normalmente, quando se fala no assunto, muitas vezes se esquece que o vinho harmoniza bem com doce?

Sabia também que uma das combinações mais deliciosas é com vinho e chocolate? Seja sincero: juntando dois elementos como esses, tem como ficar ruim? No entanto, assim como ocorre nas harmonizações salgadas, existem alguns truques para não errar na escolha.

Pois bem! Com a Páscoa chegando, a preocupação fica por conta do chocolate. Item mais querido nesta época, ele pode ser apreciado tanto pelos pequenos, como também pelos adultos. E neste caso, a dica é harmonizá-lo com vinho. Pensando nisso, Jean Stelmach, embaixador dos Vinhos do Alentejo no Brasil, preparou uma seleção de vinhos para harmonizar o seu chocolate predileto com o vinho adequado para que sua experiência no feriado seja fora do comum.

Ficou interessado? Descubra abaixo as três dicas dos Vinhos do Alentejo:

 


Eleja um tinto com chocolate ao leite

A maioria dos consumidores brasileiros prefere o tradicional chocolate ao leite. Como você pode deduzir, a mistura do cacau com a cremosidade do leite pode proporcionar experiências gastronômicas incríveis.

Alento Tinto é uma boa escolha para acompanhar este tipo de chocolate, pois a sua doçura entra em sintonia com o açúcar presente no doce. Feito na região do Estremoz, no Alentejo, o delicioso neste vinho sem dúvida é sua fruta e o rico toque floral. Na boca, é alegre e traz as características da região e de suas castas. Tem equilíbrio, frescor e taninos macios.

Além do chocolate ao leite in natura, você pode apreciar este vinho com o bolo de floresta negra.

Descrição do vinho: ALENTO TINTO– Adega do Monte Branco – Entremoz – Alentejo

Onde encontrar: www.magnumimportadora.com


Aposte no branco para chocolates brancos

Segundo predileto pelos brasileiros, a opção mais clara não pode faltar na Páscoa. A harmonização interessante para o chocolate branco é o Monte da Ravasqueira Viognier. Produzido na região de Arraiolos, no Alentejo, este tradicional branco descansa 6 meses em carvalho francês, além de um pequeno período em contato com borras, dando a esse vinho uma textura cremosa e amanteigada, que somado a um frescor e nuances das frutas cítricas o deixam um bom corpo e um ótimo paladar.

Além do chocolate branco in natura, você pode apreciar este vinho com torta de chocolate branco com frutas da estação.

Descrição do vinho: MONTE DA RAVASQUEIRA VIOGNIER – Arraiolos – Alentejo – Portugal

Onde encontrar: www.divvino.com.br

 

Ripanço é uma técnica ancestral que remonta aos tempos romanos, tradicionalmente utilizada no Sul de Portugal para desengace manual das uvas. Assim, a técnica do ripanço consiste no desengaçamento das uvas à mão com o auxílio de uma mesa própria para o efeito (mesa de ripanço) constituída por várias ripas de madeira. Desta forma os taninos duros do engaço não são extraídos, resultando num vinho mais suave e macio, com maior elegância.


Vá de vinho aromático para chocolate mais amargo

Altamente gastronômico, o chocolate meio amargo não pode faltar para os paladares mais exigentes.

Uma das grandes dificuldades para esta combinação é a presença marcante de açúcar e de gordura do chocolate. Essas duas características envolvem as papilas gustativas de uma maneira que pode dificultar a percepção de outros sabores. Para sustentar esse peso, o vinho deve ser encorpado, aromático e complexo e ter alto teor de açúcar residual. A aposta correta acaba sendo o vinho Ripanço.

Produzido na região de Reguengos Monsaraz, no Alentejo, este vinho gordo, de características generosas é muito aromático e combina as frutas vermelhas de bosque a um toque floral, com especiarias, chocolate e a baunilha do estágio em carvalho.

Além do chocolate meio amargo in natura, você pode apreciar este vinho com tiramisú.

Descrição do vinho: RIPANÇO – José Maria da Fonseca – Reguengos Monsaraz – Alentejo

Onde encontrar: www.decanter.com.br

SOBRE A CVRA – Comissão Vitivinícola Regional Alentejana

A Comissão Vitivinícola Regional Alentejana (CVRA) foi criada em 1989 e é um organismo de direito privado e utilidade pública que certifica, controla e protege os vinhos DOC Alentejo e os vinhos Regional Alentejano.

É também responsável pela promoção dos Vinhos do Alentejo, no mercado português e em mercados-alvo internacionais. Sua atividade é financiada através da venda dos selos de garantia que integram os contrarrótulos dos Vinhos do Alentejo.

Para mais informações acesse: www.vinhosdoalentejo.pt

Nova colheita do Hexagon Tinto chega ao mercado
Almoço de Páscoa na Speranza de Moema terá apresentação de jazz e MPB

Category: Divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *